img_4610

Um pouco da Toscana para sua mesa – Lina Farage e Na Mala Com Carol 

Ninguém melhor do que a Lina Farage para trazer um pouco da Itália para sua mesa e imaginação. Algumas dicas diferentes pra quem quer visitar a Toscana e uma receita herdada por sua sogra,deliciosa e típica da região.

Por Lina Farage:

Você já ouviu o termo “viajar com a imaginação”? Eu faço isso sempre e a minha pequena cozinha é uma espécie de porta pra Nárnia, através da qual eu me transfiro, preparando pratos, pra mil lugares diferentes.

  
Hoje vou viajar pra Toscana. Minha sogra nasceu lá e tivemos a sorte de poder viajar e conhecer várias cidades, saboreando uma das melhores cozinhas da Italia. 

Muito bom e instrutivo visitar cidades históricas como Florença e Siena mas as pequenas cidades dos arredores também são lindas e cheias de surpresas.

Vale a pena, pra quem vem do exterior, alugar um carro e conhecer lugares diferentes, fora do cliché do turista comum.

No outono, por exemplo, em meados de Outubro, a Toscana dá o melhor de si com os tons dourados da paisagem, as vinhas prontas para a colheita e os produtos da estação, que são espetaculares, como por exemplo os cogumelos “porcini”.

   
 Gosto muito de Forte dei Marmi, pequena cidade na Versilia, com sua praia muito limpa e bem cuidada e lojas para o shopping das melhores griffes italianas (Gucci, Prada etc). Uma festa pros olhos! 

Tem também a feira na praça, com roupas mais baratas mas sempre de ótima qualidade. E quem gosta de roupa de cama e mesa bordadas a mão é um verdadeiro paraíso! 

  
Aí vai então a minha receita de hoje, ensinada por minha sogra: “coniglio alla cacciatora” ou seja, coelho à caçadora. 

Essa é uma das várias interpretações de uma receita tradicional italiana, feita com vinho tinto e azeitonas pretas.

Pra 4 pessoas você vai precisar dos seguintes ingredientes:

1 coelho inteiro (descarte a cabeça, o fígado e os rins e lave muito bem o coelho com água e vinagre branco)

1 copo de vinho tinto de boa qualidade 

3 dentes de alho

4 folhas de louro

1 ramo de alecrim

4 ou 5 cebolinhas cortadas pela metade

1/2 xícara de azeitonas pretas sem caroços

1 copo de água

Sal e pimenta

Azeite

  
Eu refogo o alho “in camicia”, (ou seja, com a casca) as folhas de louro e o alecrim no azeite e douro o coelho em ambos os lados. Não coloco farinha. Quando estiver bem dourado adiciono o vinho tinto e deixo evaporar o alcool, abaixando um pouco o fogo. O vinho tinto dá um perfume espetacular ao prato e uma linda cor. Coloco as cebolinhas, tempero com sal e pimenta moída na hora e acrescento um copo de água pra terminar o cozimento.
Abaixo o fogo, cubro a panela e deixo cozinhar por 40 minutos, virando o coelho de vez em quando, verificando se ainda precisa de água. O caldo deve apurar mas é importante não deixar secar completamente.

  
Enquanto isso preparo pequenas batatas com a casca (aqui se chamam “novelle”) polvilhadas com sal grosso, azeite e um ramo de alecrim para perfumar. Em 40 minutos vai estar tudo pronto. 

Prontos pra se deleitar, com uma boa taça de vinho tinto!

Salute!

  

  • 3.9

    Overall Score

  • Reader Rating: 2 Votes

Carol

Sobre Carol Pascoal

Brasileira, blogueira e profissional de vendas da indústria de moda, especializada em vendas e visual merchandising de acessórios de luxo. Viajar é um estilo de vida, assim como fotografia, arte e tudo que está ao meu redor e que me inspira. O Na Mala com Carol é um projeto onde divido minhas experiências e estilo de vida e também forneço serviços especializados em turismo de moda e consumo.

Você também vai gostar de ler

Comente